Boa parte dos vestibulares, provas e exames em geral, utilizam cotas sociais e raciais. Embora gere polêmica em alguns casos, essa política é aplicada como forma de igualar a disputa entre todos os candidatos. Principalmente nos programas do governo, como o SISU 2019, uns dos principais processos seletivos que tem um grande número de inscritos disputando por poucas vagas.

O que são as cotas?

Criada em lei federal, a política de cotas tem como principal finalidade igualar a disputa dos processos seletivos. Dentro dos inscritos estão pessoas de classe social mais alta e classe social mais baixa.

O sistema de cotas garante que 25% das vagas das universidades federais e instituições públicas, sejam reservados aos candidatos que estudaram na rede pública.

Dessa forma, dentro da lei existem os seguintes tipos de cotas:

  • Cotas sociais: estudantes de escola pública, candidato em condição de baixa renda e pessoas com deficiência;
  • Cotas raciais: pardos, negros e índios.

Por que o sistema de cotas é importante?

Em dezembro de 2018 o portal de notícias G1 divulgou uma pesquisa realizada pelo IBGE. Segundo o Instituto, 79,2% dos estudantes que cursaram o ensino médio completo em rede privada iniciam a formação em curso superior.

Enquanto isso, a marca dos estudantes da rede pública que começam uma graduação é de 35,9%. Menos que a metade, comparado aos alunos do sistema particular.

Vários fatos explicam essa questão, além da comparação de conteúdo e qualidade das aulas aplicadas aos estudantes, o perfil socieconômico também influência. Considerando que um curso superior, embora em uma instituição pública, gera gastos.

Outro ponto abordado pela pesquisa é que para os estudantes brancos as chances de ingresso no ensino superior é de 81,9%. Enquanto que para os negros é de 71,6%. Por isso a importância de reservar vagas específicas para candidatos nesse perfil, já que este encontra muitos obstáculos ao longo do caminho.

Programas com política de cotas

O governo federal, junto com os administradores da educação, vêm criando formas de aumentar as chances da conclusão do ensino médio e início do ensino superior. Um exemplo é o incentivo para que os adultos inscrevam-se no SISU 2019

Outros programas do governo que participam da política de cotas são:

  • Enem;
  • Prouni;
  • Fies.